Sobre o Reflexão Geral e Autor

O blog nasceu em 2010 e a ideia não partiu de mim, mas sim de uma sugestão que me foi feita. Eu sempre gostei de escrever, mas até então não tinha me ocorrido publicar nada daquilo. Foi aí que uma amiga disse que eu deveria criar um blog. O nome original dele era Criticidade Geral, mas algum tempo depois decidi que Reflexão Geral se enquadrava melhor dentro do que eu queria fazer, que era basicamente ter a liberdade de escrever sobre qualquer coisa.

Os primeiros textos do blog eram mais travados e impessoais e muitos com temas que perigavam cair nos vestibulares, já que na época eu estava no cursinho.

No ano seguinte, 2011, eu ingressei no curso de Ciências Sociais. Foi algo bastante marcante em minha vida, principalmente na minha maneira de enxergar o mundo e de perceber as coisas que me rodeavam, de forma que isso também influenciou consideravelmente no blog, sem contar que foi o período em que eu mais escrevi aqui. E também foi o ano em que criei o Abertura Lateral, meu outro blog, em que falo principalmente sobre livros, filmes e quadrinhos.

Em 2012, com muita dor no coração, deixei o curso de Ciências Sociais para fazer medicina. Mas prometi a mim mesmo que em algum momento (depois de formado em medicina) eu retornaria e concluiria o curso.

Ainda em 2012, logo em seu início, decidi que me esforçaria mais em cada novo texto que eu escrevesse e que melhoraria a qualidade dos mesmos. A motivação era escrever posts que fossem menos superficiais e sobre temas que eu dominasse mais, além de estudar e pesquisar mais sobre cada assunto que eu decidisse abordar.

2013 foi o ano em que menos escrevi, mas também foi o ano em que mais tive prazer ao fazê-lo, justamente por ter o tempo cada vez mais escasso e por ser obrigado a estabelecer outras prioridades, no caso, os estudos.

Muita coisa aconteceu no decorrer desses anos, muitas opiniões mudaram, algumas até se inverteram radicalmente, de maneira que não conseguiria contar nos dedos das duas mãos a quantidade de textos com os quais não concordo mais ou pelo menos com partes presentes neles. E acredito que isso seja normal e faça parte do processo de amadurecimento.


No meu quarto fazendo pose de sério
Sobre mim, sou e sempre fui um apaixonado por literatura (de Alan Moore e Neil Gaiman a George Orwell e Dostoiévski), por filmes (de Disney a Lars von Trier) e por todo o universo que compreende esses mundos. E, obviamente, por temas sociais.

O esforço para escrever melhor (ou menos pior?) é constante e continuará sendo. Espero que vocês, leitores do blog, sempre consigam encontrar textos que lhes agradem e que, quem sabe, também os faça refletir.


Vocês podem me encontrar nas seguintes redes sociais:
Facebook, TwitterGoogle+ e Perfil no Blogger


E-mail: fernando.lfb@gmail.com